Twitter Facebook YouTube

CUT MG > LISTAR NOTÍCIAS > NA MÍDIA > ESTUDANTES OCUPAM PRÉDIOS DA UFV E DA UFVJM

Estudantes ocupam prédios da UFV e da UFVJM

19/10/2016

Estudantes universitários e secundaristas ocupam instituições de ensino em Minas contra a PEC 241

Escrito por: O Tempo Online

Estudantes universitários da Universidade Federal de Viçosa (UFV) ocuparam um prédio da instituição de ensino na madrugada desta terça-feira (18). No local, segundo a reitoria, funcionam setores administrativos. Em comunicado, a diretoria afirmou que as atividades estão suspensas. As aulas seguem sem interferência.
 
Em Diamantina, desde a última quinta-feira (13), o prédio da reitoria da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) está ocupado por estudantes da instituição. A ocupação é por tempo indeterminado. Em nota, a direção da universidade diz que “respeita, compreende e apoia a organização estudantil como um processo educativo, primado no exercício da cidadania e da democracia”.
 
Em comum, os movimentos se dizem contrários à PEC 241 – aprovada em primeiro turno na Câmara dos Deputados na semana passada, que prevê a limitação dos gastos públicos ao valor verificado pela inflação no ano anterior – e à Medida Provisória que impõe mudanças ao ensino médio.
 
“O que vivemos hoje é um progressivo ataque aos direitos básicos conquistados com muita luta pelo povo. Estão sucateando a educação, a saúde e todos os outros serviços públicos do país, cortando os direitos das pessoas mais pobres e mantendo os privilégios daqueles que mais têm dinheiro em nosso país através da privatização dos serviços públicos”, diz trecho do manifesto publicado no Facebook da ocupação da UFV.
Na UFV, segundo a Divisão de Comunicação, a administração da universidade está reunida para discutir o assunto e deve se pronunciar ainda nesta terça-feira.
 
Além da universidades, estudantes ocupam escolas na capital mineira. A Escola Estadual Governador Milton Campos (Estadual Central) foi a primeira a ser ocupada em BH, duas semanas atrás.
 
Na segunda-feira (17), alunos ocuparam a Escola Estadual Santos Dumont, em Venda Nova, na capital mineira.  "A PEC 241 visa o congelamento dos gastos públicos (saúde, educação, segurança). A medida provisória (MP 746) tem como objetivo reformar o ensino médio, o que acarreta na deficiência da formação dos alunos", diz carta publicada pelos estudantes da escola estadual no Facebook.
 
O campus Januária do Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG) está com as aulas suspensas "em decorrência do movimento estudantil", diz nota publicada no site da instituição.
 
O estado com maior número de escolas ocupadas é o Paraná. Estudantes estão em cerca de 650 escolas, sendo que em 107 delas as aulas estão paralisadas por causa da greve dos professores.
  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

RÁDIO CUT

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE MINAS GERAIS
Rua Curitiba, 786, 2º andar | Centro | CEP 30170-120 | Belo Horizonte | MG
Fone: (55 31) 2102.1900 / 1916 | www.cutmg.org.br | e-mail: [email protected]