Twitter Facebook YouTube

CUT MG > LISTAR NOTÍCIAS > DEPOIS DE QUASE UM ANO, GOVERNO PIMENTEL SE REÚNE COM REPRESENTANTES DA OCUPAÇÃO DA IZIDORA

Depois de quase um ano, governo Pimentel se reúne com representantes da Ocupação da Izidora

19/10/2016

Enquanto morar dignamente for um privilégio, ocupar é um direito!

Escrito por: Ocupação da Izidora

Na terça-feira (18), após mais uma Marcha do Povo das ocupações da Izidora (Rosa Leão, Esperança e Vitória), das 10 horas às 12h30, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, e depois de muita insistência e quase um ano de lutas e a recente decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), determinando o despejo das comunidades – 8 mil famílias (cerca de 30 mil pessoas, com mais de 5 mil casas de alvenaria construídas -, a Mesa de Negociação do Estado de Minas Gerais foi instalada.

Em reunião presidida por Lígia Maria Alves Pereira, chefe de gabinete da Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), foram reabertas as negociações com as ocupações Esperança, Vitória e Rosa Leão, da região da Izidora, nas cidade de BH e Santa Luzia/MG.

Estiveram presentes representantes do governo de Minas de várias secretariais, mandatos dos deputados Rogério Correia (estadual) e Padre João (Federal), a deputada estadual Marília Campos, representante da Construtora Direcional e da empresa Granja Werneck S.A, a professora Viviane, da PUC Minas, doutora Cleide Nepomuceno, da Defensoria Pública de MG, doutora Cláudia Amaral, do Ministério Público de MG, coordenações das comunidades da Izidora e militantes do MLB, CPT e Brigadas Populares, além de advogados do Coletivo Margarida Alves.

Foi encaminhado que haverá cadastramento socioeconômico pelo Estado de Minas Gerais, em conjunto com as coordenações, movimentos sociais e demais interessados, para assim se verificar as condições das comunidades, aferindo-as as premissas para a realização da negociação, que terão reuniões semanais para tratar desse cadastramento e demais detalhes da negociação. Para isso foi criado uma Câmara Setorial do Cadastro que será integrada por representantes do Governo de MG, das Universidades, dos movimentos populares e das coordenações da Izidora. Ficou também acertado que representantes do Governo de Minas Gerais fará uma visita às comunidades em data próxima a ser definida.

Infelizmente, mais uma vez o prefeito Márcio Lacerda não enviou representante, mostrando sua intransigência e indisposição de diálogo com o povo.

O representante da Direcional e da Granja Werneck insistiu que está de pé o projeto de Construção do MCMV no local. Contudo, não está afastada nenhuma hipótese de despejo, já que o mandado de despejo não está suspenso. Esperamos que esse processo de negociação seja justo e digno, pois do contrário, se a Polícia Militar for tentar despejar, haverá um massacre de grandes proporções, já que a Izidora é o maior conflito fundiário e social da América Latina e um dos sete maiores do Mundo, conforme já reconhecido pelo Tribunal Popular Internacional de Despejos, em Quito, no Equador, na segunda-feira (17).

Por fim, alertamos que nada está ganho, pois o Estado capitalista jamais cedeu nada se não se estivesse diante da mobilização forte e coesa do povo trabalhador.  

ENQUANTO MORAR DIGNAMENTE FOR UM PRIVILÉGIO, OCUPAR É UM DIREITO!

#ResisteIzidora  

        Assinam essa nota pública:

Coordenações das comunidades Rosa Leão, Vitória e Esperança, Brigadas Populares (BPs), Comissão Pastoral da Terra (CPT) e Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB) e Coletivo Margarida Alves.

 

Belo Horizonte/MG, 18 de Outubro de 2016.

  • Imprimir
  • w"E-mail"
  • Compartilhe esta noticia
  • FaceBook
  • Twitter

Conteúdo Relacionado

Nome:
E-mail:
Título:

TV CUT
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista
Tutorial: Saiba como participar da campanha pela anulação da Reforma Trabalhista

#AnulaReforma

RÁDIO CUT
FNDC

CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES DE MINAS GERAIS
Rua Curitiba, 786, 2º andar | Centro | CEP 30170-120 | Belo Horizonte | MG
Fone: (55 31) 2102.1900 / 1916 | www.cutmg.org.br | e-mail: cutmg@cutmg.org.br